Tem alguém aí? A comunicação entre entes governamentais e agricultores familiares: uma revisão integrativa

Autores

Palavras-chave:

Comunicação, Entidades governamentais, Agricultura familiar

Resumo

A agricultura familiar é um importante setor da economia e no intuito de garantir seu desenvolvimento o governo brasileiro tem desenvolvido políticas públicas de apoio. O segmento tem enfrentado diferentes entraves, como a reduzida adesão dos agricultores aos programas governamentais, sendo as falhas no processo de comunicação um possível entrave a ser superado. Nesse sentido, este artigo se propõe a investigar como tem sido o processo de comunicação entre agricultores familiares e entes governamentais. Optou-se por realizar uma revisão integrativa da literatura, buscando na base de dados do “Periódicos CAPES” artigos que tratam da temática. 24 artigos foram selecionados. Encontrou-se como resultado três principais meios de comunicação: as Tecnologias de Informação e Comunicação – TIC, a Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER e as redes de cooperação. Percebeu-se que tais falhas de comunicação decorrem de variáveis como dificuldades econômicas e técnicas para utilização das TIC, poucos recursos humanos nas agências de ATER e a heterogeneidade da agricultura familiar, que nem sempre é considerada. A maioria dos artigos analisados tem como área de pesquisa as regiões sul e sudeste, fato que não demonstra a diversidade da agricultura familiar, portanto, propõe-se que novas pesquisas nas demais regiões do país sejam realizadas.

Biografia do Autor

Ana Caroline da Silva Jesus, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Mestranda em Administração Pública pela UFS – Universidade Federal de Sergipe. E-mail: carolmaps@hotmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-8794-5175.

Kleverton Melo de Carvalho, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Doutor em Administração Pública. Professor na UFS – Universidade Federal de Sergipe. E-mail: kleverton1@academico.ufs.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-1969-7955.

Abimael Magno do Ouro Filho, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Doutor em Administração. Professor na UFS – Universidade Federal de Sergipe. E-mail: abimaelmagno@academico.ufs.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-1308-9297.

Rosângela Sarmento Silva, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Doutora em Administração. Professora na UFS – Universidade Federal de Sergipe. E-mail: rosangelasarmento13@academico.ufs.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3044-9699.

Referências

AFFONSO, E. P.; PERRONI, V. Tecnologias Da Informação E Comunicação Na Agricultura Familiar: Um olhar na produção científica de Ricardo César Gonçalves Sant’Ana. RECoDAF – Revista Eletrônica Competências Digitais para a Agricultura Familiar, Tupã, n. 1, p. 20–40, 2016.

ANDRADE, Á. A. X. de; CARNEIRO, P. S. P. Z.; SOUZA, W. N. de; CUNHA, D. A. da; SOUZA, B. D. J.; RIBEIRO, A. E. M.; TEIXEIRA, R. D. B. L. Políticas públicas e agricultura familiar: um estudo de caso no território rural São Mateus em Minas Gerais. Desenvolvimento em Questão, Porto Alegre, v. 17, n. 46, p. 143–162, 2019.

AREND, S. C.; DEPONTI, C. M.; BERNARDETE, R.; KIST, B.; GEPEC, I. O uso de TIC pela agricultura familiar no território do citrus: Vale do Caí – RS. Informe GEPEC, v. 20, n. 2, p. 71–84, 2016.

BARCELOS, L.; SILVA, G. A.; RITT, D.; LUBACZWSKI, A.; DEPONTI, C. M. AGRICULTURA FAMILIAR E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TICs): PROJETO PILOTO VALE DO CAÍ. Revista Jovens Pesquisadores, v. 4, n. 1, p. 106–117, 2014.

BERNARDES, J. C.; BONFIM, E. B. Comunicação Rural: Legitimando a Inclusão Digital no campo. Revista Eletrônica Competências Digitais para Agricultura Familiar, Tupã, v. 1, n. 2, p. 1–12, 2016.

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. C. de A.; MACEDO, M. O Método Da Revisão Integrativa Nos Estudos Organizacionais. Gestão e Sociedade, Belo Horizonte, v. 5, n. 11, p. 121–136, 2011.

BRASIL, M. da A. A. e A. Agricultura Familiar. [s. l.], 2020. Disponível em: https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/agricultura-familiar/agricultura-familiar-1. Acesso em: 28 jul. 2021.

BREITENBACH, R. Participação econômica das atividades de subsistência na agricultura familiar. Redes, v. 23, n. 1, p. 53, 2018.

CARVALHO, E. da S.; LAGO, S. M. S. A apropriação de inovações na agricultura familiar : uma revisão sistemática da literatura. RECoDAF – Revista Eletrônica Competências Digitais para a Agricultura Familiar, Tupã, v. 5, n. 2, p. 82–119, 2019.

DE FREITAS, A. F.; DE FREITAS, A. F.; DIAS, M. M. O colegiado de desenvolvimento territorial e a gestão social de políticas públicas: O caso do Território serra do Brigadeiro, Minas Gerais. Revista de Administração Pública, v. 46, n. 5, p. 1201–1223, 2012.

DE FREITAS, G. B. O Estado e as políticas públicas que tornaram a agricultura familiar uma agente importante do desenvolvimento. Mediações – Revista de Ciências Sociais, v. 23, n. 2, p. 366, 2018.

DIAS, R.; MATOS, F. Políticas Públicas – Princípios, Propósitos e Processos. São Paulo: Atlas, 2012.

DINIZ, R. F.; NEVES NETO, C. D. C.; HESPANHOL, A. N. A emergência dos mercados institucionais no espaço rural brasileiro: agricultura familiar e segurança alimentar e nutricional. Geo UERJ, v. 0, n. 29, p. 234–252, 2016.

EMDAGRO, E. de D. A. de S. Projetos e Relatórios. 2020. Disponível em: https://www.emdagro.se.gov.br/projetos-e-relatorios/. Acesso em: 26 jun. 2021.

FARIA, A. A. R. de; DUENHAS, R. A. A Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pnater): um novo modelo de desenvolvimento rural ainda distante da agricultura familiar. RECoDAF – Revista Eletrônica Competências Digitais para a Agricultura Familiar, Tupã, v. 5, n. 1, p. 137–167, 2019.

FERNANDEZ, A. C. F.; FILHO, A. C. B. Agricultura familiar urbana: limites da política pública e das representações sociais. Cidades, Comunidades e Territórios, v. 39, n. 1, p. 141–154, 2019.

FROELICH, D. A. Acesso à informação por agricultores assistidos pela EMATER/RS – Ascar e sua influência na tomada de decisões. 2019. 118 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Políticas Públicas) - Universidade Federal da Fronteira do Sul, Cerro Largo, 2019.

FUTEMMA, C.; TOURNE, D. C. M.; ANDRADE, F. A. V.; SANTOS, N. M.; MACEDO, G. S. S. R.; PEREIRA, M. E. A pandemia da Covid-19 e os pequenos produtores rurais: superar ou sucumbir? Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v. 16, n. 1, p. 1-18, 2021.

GOMES, M. C.; OLIVEIRA, M. L. R. de; PEREIRA, G. da P. O papel do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) nos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) públicos no estado do Amazonas. Em Extensão, v. 14, n. 2, p. 35–52, 2015.

GONZÁLEZ, L. Entre la Región y la Nación – Políticas Públicas para la Agricultura Familiar en el MERCOSUR. Revista Brasileira de Políticas Públicas e Internacionais – RPPI, v. 5, n. 3, p. 396–415, 2020.

GUEDES, A. A. A.; CARVALHO, D. M. de. Dificuldades e gargalos de acesso ao PRONAF b em Garanhuns – Pe. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 13, n. 3, p. 200–222, 2017.

IBGE. Censo Agropecuário 2017: tabela 6778., 2017. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/tabela/6778#resultado. Acesso em: 28 jul. 2021.

LANDINI, F. Problemas de la extensión rural en América Latina. Perfiles Latinoamericanos, v. 24, n. 47, p. 47–68, 2016.

LANDINI, F. P. Problemas enfrentados por extensionistas rurais brasileiros e sua relação com suas concepções de extensão rural. Ciência Rural, v. 45, n. 2, p. 371–377, 2015.

LIMA, L.; MEDEIROS, M. B. de; SILVA, M. J. R. da. Identificação das dificuldades de acesso ao pronaf pelos agricultores familiares do nordeste brasileiro. Revista de Extensão da UNIVASF, Petrolina, v. 7, n. 2, p. 6–25, 2019.

LORA, M. I.; TONETTO GODOY, C. M.; ITAMAR GODOY, W.; MARINI, M. J. Tecnologias de Informação e Comunicação, o outro viés da sustentabilidade: um olhar para o rural do município de Saudade do Iguaçu (PR). Estudos Sociedade e Agricultura, v. 27, n. 1, p. 185, 2019.

MACDONALD, J. Systematic Approaches to a Successful Literature Review. Journal of the Canadian Health Libraries Association, v. 34, n. 1, p. 46, 2014.

MATOS, H. Comunicação pública: interlocuções, interlocutores e perspectivas. São Paulo: ECA/USP, 2012.

MOURA, J. B. de; SOUZA, R. F. de. Impacts of SARS-COV-2 on Brazilian agribusiness. Cambridge Open Engage, 2020.

NASCIMENTO, J. E. B.; ALCANTARA, F. V. de; COSTA, J. E. da; MENDES, M. A.A importância da ater para a agricultura familiar do território do sertão ocidental de Sergipe. Desenvolvimento Rural Interdisciplinar, v. 1, n. 1, p. 138–165, 2018.

ODERICH, E. H.; GRISA, C.; BARTH, V. J. Interações entre Estado e sociedade civil na construção do FEAPER e Programa Camponês do Rio Grande do Sul. Política & Sociedade, v. 17, n. 40, p. 373–399, 2019.

OLIVEIRA, A. L. A. de; OLIVEIRA, L. P. A. de. Agricultura familiar, desenvolvimento rural e as políticas públicas de preservação da natureza: reflexões sobre o Código Florestal Brasileiro (Lei 12.651/2012). Agricultura Familiar: Pesquisa, Formação e Desenvolvimento, v. 12, n. 2, p. 25, 2019.

PEREIRA, C. C. M.; BARREIRA, M. I. de J. S.; SANTOS, J. O.; GUIMARÃES, F. X. Mediação Da Informação Em Comunidades Quilombolas. Páginas A & B, n. especial, p. 49–64, 2016.

RITT, D.; BARCELOS, L.; DEPONTI, C. M.; KIST, R. B. B.; AREND, S. C. O processo de intervenção em projetos de extensão e a apropriação de tecnologias de gestão pela agricultura familiar no Vale do Caí. Revista Jovens Pesquisadores, v. 8, n. 2, p. 61–70, 2018.

RITT, D.; BARCELOS, L.; KIST, R. B. B.; AREND, S. C.; DEPONTI, C. M. A apropriação de tecnologias de gestão pela agricultura familiar no Vale do Caí. Revista Jovens Pesquisadores, v. 7, n. 1, p. 118, 2017.

SARON, F. D. A.; HESPANHOL, A. N. O PRONAF e as políticas de desenvolvimento rural no Brasil: o desafio da (re)construção das políticas de apoio a agricultura familiar. Geo UERJ, Rio de Janeiro, v. 2, n. 23, p. 656–683, 2012.

FONSECA DA SILVA, A. R. Políticas públicas para comunidades quilombolas: uma luta em construção. Revista de Ciências Sociais – Política & Trabalho, v. 1, n. 48, p. 115, 2018.

SILVA, S. S. da; COTO, G. C. Redes Públicas de Cooperação e o Desenvolvimento Local: a experiência do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) no Alto Vale do Itajaí. Revista de Ciências da Administração, p. 165–182, 2015.

GUIMARÃES E SILVA, M. Entre vínculos e veículos: a representação da mulher rural a partir da apropriação das TICs. Revista Mídia e Cotidiano, v. 11, n. 2, p. 98–119, 2017.

VALADARES, A. A.; ALVES, F.; GALIZA, M.; SILVA, S. P. Nota Técnica n. 69 (Disoc) : Agricultura familiar e abastecimento alimentar no contexto do Covid-19 : uma abordagem das ações públicas emergenciais. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/9996. Acesso em: 16 maio. 2021.

VIEIRA, S. C.; BERNARDO, C. H. C.; LOURENZANI, A. E. B. S. Política Pública De Ater Para O Desenvolvimento Rural Sustentável Na Agricultura Familiar. Revista Eletrônica Competências Digitais para Agricultura Familiar, Tupã, v. 01, n. 01, p. 1–22, 2015.

ZANI, F. B.; COSTA, F. L. da. Avaliação da implementação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – novas perspectivas de análise. Revista de Administração Pública, v. 48, n. 4, p. 889–912, 2014.

Publicado

2022-01-03

Edição

Seção

Artigo