Política Pública de ATER para o desenvolvimento rural sustentável na Agricultura Familiar

Silvia Cristina Vieira, Cristiane Hengler Corrêa Bernardo, Ana Elisa Bressan Shimith Lourenzani

Resumo


O objetivo deste artigo é revelar a importância da política pública de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) na promoção do desenvolvimento rural sustentável para a agricultura familiar. O problema de pesquisa apresenta o seguinte questionamento: como a política pública de ATER estabelece relação com o desenvolvimento rural sustentável para agricultura familiar? Para tanto, procurou-se compreender a atuação das políticas públicas de ATER; identificar quais as principais diretrizes da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER) que contribuem para o desenvolvimento rural sustentável e sugerir ferramentas que auxiliem a ATER na promoção ao processo de desenvolvimento rural sustentável. Com respaldo bibliográfico e documental, com abordagem qualitativa, o artigo realiza uma revisão com viés na atualização da legislação de ATER, vislumbrando perspectivas futuras. Nesta análise, que percorre a trajetória da extensão rural no país, destacam-se os apontamentos que subsidiam as políticas públicas como instrumentos fundamentais para sua execução efetiva. Tal execução prevê a utilização de ferramentais que auxiliem a ATER no fomento ao desenvolvimento da agricultura familiar em três vertentes complementares. Uma vertente sustentável, outra participativa e uma terceira, que se apoia na articulação entre ATER/pesquisa/ensino, tendo como base processo dialógico orientado à comunicação para o meio rural.

Palavras-chave


Agricultura Familiar; Desenvolvimento Rural Sustentável; Política Pública; Comunicação Rural; Extensão Rural

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, R. Agricultura familiar e desenvolvimento territorial, 1999. Disponível em: . Acesso em 06 nov 2015.

ALTAFIN, I. Reflexões sobre o conceito de agricultura familiar. In: 3º Módulo do Curso Regional de Formação Político-sindical da região Nordeste/2007. Disponível em: . Acesso em 10 set 2015.

AZEVEDO, F. F.; PESSÔA, V. L. S. O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar no Brasil: Uma analise sobre a distribuição regional e setorial dos recursos. Revista em Sociedade & Natureza. Uberlândia: ano 23 n. 3, p. 483-493, set. dez. 2011.

BERNARDO, C.H.C.; BERNARDO, R. Gestão da Comunicação para o agronegócio. Revista Cambiassu, UFMA, n.12, p. 43-55, jan/jun. 2013.

BERNARDO, C. H. C.; VIEIRA, S. C.; LOURENZANE, A. E. B. S.; SATOLO, E. G. O papel do extensionista na sociedade atual: ultrapassando as barreiras de comunicação. In: 53º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER), João Pessoa: 2015. Disponível em: . Acesso em 03 out 2015.

BORDENAVE, J.D. O que é comunicação rural. 3. Ed. São Paulo: Brasiliense, 1983.

BRASIL. Lei nº 6.126, de 6 de novembro de 1974. EMBRATER. Disponível em: Acesso em 04 mar 2015.

_____. Decreto nº 75.373, de 14 de fevereiro de 1975. Disponível em: . Acesso em 05 mar. 2015.

_____. Política Nacional de Educação Ambiental. Lei Nº 9.795 de 27 de abril de 1999. Disponível em: . Acesso em: 22 abr 2015.

_____. PNATER – Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Versão Final. Brasília: MDA, maio de 2004. Disponível em: . Acesso em: 19 jan 2015.

_____. PRONATER. 2005. Disponível em . Acesso em: 25 fev.2015.

_____. PronEA. Programa Nacional de Educação Ambiental. 3º Ed. Brasília: Edições MMA – Ministério do Meio Ambiente, 2005 b. Disponível em: . Acesso em: 03 jun 2015.

_____. Lei 12.188 de 11 de janeiro de 2010. Disponível em: . Acesso em: 25 fev 2015.

_____. Decreto nº 8.252, de 26 de maio de 2014. ANATER. Disponível em: . Acesso em: 12 jun 2015.

CALLOU, A. B. F. et al. O estado da arte do ensino da extensão rural no Brasil. Revista Extensão Rural, v. 15, n. 16, 2008. Disponível em: . Acesso em 10 out 2015.

CAPORAL, F.R. A Extensão Rural e os limites à prática dos extensionistas do serviço público. Dissertação (Mestrado) – Extensão Rural, Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria: 1991.

CAPORAL, F. R.; RAMOS, L. F. Da extensão rural convencional à extensão rural para o desenvolvimento sustentável: Enfrentar desafios para romper a inércia. Brasília DF: 2006.

CAPRISTANO, M. O. W., SOUZA, R. S. As organizações frente a políticas em extensão rural no Brasil. In: 51º Congresso Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER), Belém: 2013.

DIAS, P. F. M.; SANTOS JÚNIOR, S.; ROSA, P. N.; MENDONÇA, E. Análise da Sustentabilidade da Produção de Biodiesel de Soja no Brasil. Revista de Administração, Frederico Westphalen/RS, v.8, n.14, p. 13 – 45, 2009.

DIESEL, V. et al. Privatização dos serviços de extensão rural: uma discussão (des)necessária? Revista de Economia e Sociologia Rural, v.46, n.4, p.1155-1188, 2008. Disponível em: Acesso em: 04 mar 2015.

DUARTE, J. A. M. Comunicação e Tecnologia na cadeia produtiva da soja em MT. Tese do Curso de Pós-Graduação em Comunicação Social. São Bernardo do Campo SP: Universidade Metodista de São Paulo, 2004. Disponível em: Acesso em: 03 nov 2015.

FELICIANO, A. M. Extensão rural: criação, estratégias de uso e retenção do conhecimento. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento. Tese de Doutorado. 2013.

FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? Tradução Oliveira, R. D. 14ª ed. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 2010

GONZÁLEZ, L. V. A.; RINCÓN, M. A. P. Indicador da Pegada Ecológica: aspectos teóricos e conceituais para aplicação no âmbito de universidades. In: Indicadores de sustentabilidade e gestão ambiental. Barueri: Manole, 2012.

GUILHOTO, J.J.M.; AZZONI, C.R.; SILVEIRA, F. G.; ICHIHARA, S. M.; DINIZ, B. P. C.; MOREIRA, G. R. C. PIB da Agricultura Familiar: Brasil – Estados. MDA. Brasília: 2007.

KAGEYAMA, A. Desenvolvimento Rural: Conceitos e Aplicações ao Caso Brasileiro. Porto Alegre: Editora da UFRGS: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural, 2008.

LAMARCA, D. S. F.; VIEIRA, S. C.; MORALES, A. G. Educação Ambiental na Agricultura Familiar: uma análise no município de Tupã – SP. Em: XI Fórum Ambiental da Alta Paulista (ANAP). Tupã: 2015. (No prelo).

LEFF, E. Saber Ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder; tradução ORTH, L.M.E. 5ª. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

LEME, J. A. C. O diálogo na ação extensionista como promoção do desenvolvimento rural sustentável no estado de São Paulo. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Campus de Marília, para obtenção do título de Mestre em Educação (Área de Concentração: Políticas Públicas e Administração da Educação Brasileira). Marilia: 2005. Disponível em: . Acesso em: 01 mar 2015.

NAVARRO, Z. Desenvolvimento rural no Brasil: os limites do passado e os caminhos do futuro. Estudos Avançados 15 (43), 2001. Disponível em: . Acesso em: 05 out 2014.

OLINGER, G. Ascensão e decadência da extensão rural no Brasil. Florianópolis: EPAGRI, 1996.

_____. Métodos de extensão rural. Santa Catarina: EPAGRI, 2001.

OLIVEIRA, M. M. As circunstancias da criação da extensão rural no Brasil. Cadernos de Ciências e Tecnologia, Brasília, v.16, n.02, p. 97 – 134 maio/agosto, 1999. Disponível em: . Acesso em: 06 jan 2015.

PEIXOTO, M. Extensão rural no Brasil – uma abordagem histórica da legislação. 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 mai 2015.

RIBEIRO, J. P. A saga da extensão rural em Minas Gerais. São Paulo: Annablume; Minas Gerais: CPP Emater – Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do estado de Minas Gerais. 2000.

SCHENEIDER, P. C. Agricultura Familiar e Empreendedorismo: um estudo sobre as trajetórias de jovens egressos do centro de desenvolvimento do Jovem Rural do (CEDEJOR) no Vale do Rio Pardo/RS. 2008. 193f. Dissertação (Desenvolvimento Rural) - UFRGS, Porto Alegre, 2008.

TEDESCO, João Carlos (Org). Agricultura familiar: realidades e perspectivas. Passo Fundo: UPF, 2001.

VICTORINO, C. J. A. Canibais da Natureza: educação ambiental, limites e qualidades de vida. Petrópolis: Vozes, 2000.

VIEIRA, S. C.; BERNARDO, C. H. C.; SANT’ANA, R. C. G.A relevância da comunicação rural na difusão de informações para a agricultura familiar: um estudo de caso do CoDAF. Em: XI FÓRUM AMBIENTAL DA ALTA PAULISTA, Tupã: 2015. (No prelo).


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Apresentação | Template para submissão de trabalhos | Expediente | Foco e Escopo | Políticas de Seção | Política de Acesso Livre | Política de Privacidade | Processo de Avaliação pelos Pares | Periodicidade | Declaração de Direito Autoral | Diretrizes para Autores | Normas para Publicação | Submissões Online | Corpo Editorial | Contato | Patrocínio da revista | Mapa do Portal